Dicas de ouro para fazer seu cartaz

O cartaz traz muitos benefícios, é um meio de publicidade e de informação visual, impressos em papel, de um só lado, geralmente de grande formato para se tornar visível em lugares de grande freqüência de público.

Se sua intenção é divulgar idéias, acontecimentos ou vender produtos o cartaz é uma boa pedida.

Seu diferencial em relação ao anúncio é que normalmente ele será afixado nos locais onde o público alvo pode definir-se pela compra ou pela ação. Sua vantagem é que se pode abusar de formatos e quantidades de cores, quatro, cinco, seis ou até sete cores, trabalhando com cores especiais, como o dourado ou prateado e também trabalhar com facas especiais. (Só tome cuidado com o custo de produção, tudo vai depender do seu orçamento).

Um pouco de história

Os primeiros cartazes. O primeiro material considerado cartaz é de Saint-Flour, de 1454, feito em manuscrito, sem imagens. A arte publicitária tornou-se famosa pelo cartaz criado por Toulouse-Lautrec, publicado em 1893, já usando imagens e cores. Henri de Toulouse-Lautrec, talvez o maior artista gráfico de sua época, é lembrado por seus cartazes sobre os artistas de casas noturnas parisienses. Através dos anos seu senso de humor levou-o a desenvolver um estilo onde a distorção beira os limites da caricatura.

Algumas dicas para criação

• Coletar o Briefing correto, conhecendo o público alvo a que se destina o Cartaz.

• Não deixe o título muito pequeno.

• Não use muito texto. Lembre-se de que o público quando lê um cartaz não está sentado confortavelmente como quando lê o anúncio. Coloque apenas as informações básicas, aquelas que não podem deixar de constar, inclusive para gerar expectativa no público alvo. Maiores detalhes poderão ser inseridos no folder ou folheto do produto ou evento.

• Procure sintetizar todo o conteúdo da idéia na imagem e no título, dando destaque a estes elementos. Depois, faça a distribuição objetiva das outras coisas, texto, telefone/endereço, promoção, patrocínio, apoio, assinaturas.

• Quebre regras de diagramação, mas cuidado com a legibilidade e o público alvo. Por exemplo, você pode usar o título atravessado, de cabeça para baixo e com um tipo de letra fantasia, tudo vai depender da adequação.

• Para criar um Cartaz Promocional, não se esqueça de que se deve dar destaque ao prêmio. Explore a imagem do prêmio, deixando-a maior possível, só tome cuidado com o equilíbrio. Lembre-se que o público verá o cartaz a uma certa distância inicialmente para depois se aproximar do mesmo, caso seu interesse seja despertado. Trabalhe com imagens, fotos e textos que sejam identificados a uma certa distância. (2 metros) O cartaz ideal é aquele que pode ser entendido de imediato.

• Desperte a vontade e o interesse do público. Atraia a atenção de quem está olhando, primeiro a imagem, mas logo em seguida a mensagem. Existem casos onde tudo funciona ao mesmo tempo.

• Ao usar mais de uma imagem num cartaz, cuidado para não perder o ponto de atração.

• Se a verba destinada a produção do cartaz for pequena, e você não puder abusar das cores, trabalhe com retícula, para se conseguir variações da mesma cor e dar a impressão que usou mais do que uma cor. No caso de não poder usar facas especiais, crie cartazes horizontais, quadrados, compridos, que não precisam de faca.

• Como em outras mídias, você pode criar cartazes alltype (só texto, sem imagem) e cartazes “teaser”.

Espero que tenham gostado.

Deixe um comentário

+ 65 = 67